Iniciativa alerta para o enfarte do miocárdio nas mulheres

[Serenela_Andrade]1

Dia Internacional da Mulher assinala-se a 8 de março

Iniciativa alerta para o enfarte do miocárdio nas mulheres

A Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC) vai promover uma iniciativa de consciencialização para o enfarte agudo do miocárdio, nas instalações da RTP – Rádio e Televisão de Portugal, em Lisboa, no próximo dia 8 de março, no âmbito das comemorações do Dia Internacional da Mulher.

A iniciativa, insere-se na campanha “Cada Segundo Conta”, que tem como objetivos promover o conhecimento e compreensão sobre o enfarte agudo do miocárdio e os seus sintomas; e alertar para a importância do diagnóstico atempado e tratamento precoce.

Serenella Andrade é uma das embaixadoras desta campanha que tem também o apoio do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República.

As doenças cardiovasculares continuam a ser a principal causa de morte em Portugal. Em 2017, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística, morreram 1917 mulheres com enfarte agudo do miocárdio.  Esta doença ocorre quando uma das artérias do coração fica obstruída, o que faz com que uma parte do músculo cardíaco fique em sofrimento por falta de oxigénio e nutrientes. Dor no peito, suores, náuseas, vómitos, falta de ar e ansiedade são sintomas de alarme para o enfarte agudo do miocárdio. Não ignore estes sintomas. Ligue rapidamente 112 e siga as instruções que lhe forem dadas.

Para evitar um enfarte é importante adotar um estilo de vida saudável: não fumar; reduzir o colesterol; controlar a tensão arterial e a diabetes; fazer uma alimentação saudável; praticar exercício físico; vigiar o peso e evitar o stress. Para mais informações consulte www.cadasegundoconta.pt

A Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC), uma entidade sem fins lucrativos, tem por finalidade o estudo, investigação e promoção de atividades científicas no âmbito dos aspetos médicos, cirúrgicos, tecnológicos e organizacionais da Intervenção Cardiovascular. Para mais informações consulte: www.apic.pt