17a. edição do D@CL

Decorreu recentemente no Hospital de Santo António, Centro Hospitalar do Porto, a 17a. edição do D@CL, dedicado a uma técnica inovadora que utiliza ondas de choque para tratar lesões calcificadas: a litoplastia coronária.

A doença arterial coronária calcificada é um dos maiores desafios da cardiologia de intervenção tanto do ponto de vista técnico como do ponto de vista clínico, uma vez que é particularmente prevalente em doentes idosos e/ou com muitas comorbilidades em que outras alternativas terapêuticas, como a cirurgia, não são opção. A litoplastia coronária vem juntar-se a outras tecnologias (como a aterectomia rotacional, os “scoring balloons” ou os balões de muito alta pressão) para ajudar os cardiologistas de intervenção a tratar este tipo de doentes.

Foram tratados na passada quarta-feira, dia 20 de Março, com sucesso e sem complicações, 3 doentes com doença coronária calcificada, em que a utilização da litoplastia se revelou muito útil. A APIC gostaria de agradecer mais uma vez a oportunidade de melhorar os nossos conhecimentos a todos os elementos da equipa de hemodinâmica do Centro Hospitalar do Porto sem excepção, e particularmente ao seu responsável (e presidente da APIC), Dr. João Brum Silveira.

Se gostaria de saber mais sobre esta técnica e não teve a oportunidade de estar presente no Porto, a APIC relembra que haverá um novo D@CL dedicado à litoplastia coronária, a Sul, no Hospital do Espírito Santo no dia 17 de Maio. Pode reservar já essa data e em breve entraremos em contacto consigo para que possa fazer a sua pré-inscrição. Entretanto, a 26 de Abril, o D@CL vai a Faro, num dia dedicado à angioplastia de doença complexa com foco no papel da imagem intra-coronária e avaliação fisiológica invasiva. Brevemente enviaremos mais informação.